terça-feira, 13 de março de 2012

Carteirinhas para oferta de sementes

Como referi no comentário que fiz ao João, este sistema não é inventado por mim (ver caixa de comentários)!
Assim não me vou repetir, e passo directamente ás explicações das imagens.
A sequência das imagens:
1 – Duas folhas A4 (não utilizo/reciclo folhas com tinta - não vá a sorte tecê-las…e em caso de humidade (etc) a tinta se infiltrar nas sementes…e depois caso consigam germinar…fico “prendado” com tomates tóxicos…).
2 – Normalmente só utilizo duas medidas nas ofertas de sementes (pequeno e médio). As pequenas para as sementes de tomates e as médias para as cucurbitáceas. Então dobro ao meio uma folha A4 na vertical e a outra na horizontal.
3 – Depois de dobradas é só cortar (com uma faca). A que se dobrou na vertical (folha lado direito) é para as carteirinhas médias; e que uma folha dá para 6 carteirinhas. A folha dobrada na horizontal, que depois de cortada uma vez, repete-se o corte nas duas folhas que deu o primeiro corte, e assim já faz 4 folhas. Neste caso, uma folha A4 dá para 12 carteirinhas das pequenas.
4 – Depois é só dobrar as pontas em todas as folhas.
5 – Após a dobragem das pontas é só cortar com uma tesoura (exemplo dos riscos amarelos).


6 – Finalmente cortadas ficam assim, estilo pirâmide. Os pedaços quadrados que sobraram são para aproveitar, basta os dobrar também em pirâmide e dar um corte no que sobra. E assim se obtêm os resultados que falei em cima – 12 pequenas e 6 médias.
7 – A fase mais “cansativa” e que requer um pouco mais de perfeição é esta (a sequência toda). Ora, assim conforme mostra a imagem (o ângulo da pirâmide para cima), eu começo sempre com a dobra do lado esquerdo. Este lado esquerdo é o que depois fará de “gaveta” para o encaixe que vêm de cima (imagem 10). Portanto, assim a olho, eu dobro o lado esquerdo até ultrapassar 1 milímetro do lado contrário.
8 – Depois faço o mesmo do lado direito, só que aqui faço a dobra a menos, ou seja, a tentar que a “ponteira” da dobra fique a 1 milímetro dentro da margem.
9 – Cá está, os dois lados já dobrados, onde se nota que a dobra do lado esquerdo fica por cima do direito (não sou canhoto por isso para mim dá mais jeito).
10 – Com já referi no item 7, a parte esquerda e que está por fora serve como gaveta à parte de cima (é só dobrar e encaixar a parte de cima).
11 e 12 – Esta é a parte de trás da carteira, onde normalmente só assinalo a quantidade de sementes que contêm.
13 – Na parte da frente assinalo a espécie e o ano.
14 e 15 – Como costumo enviar muitas espécies, então sirvo-me dos envelopes almofadados para melhor protecção das sementes. 
Um envelope igual ao da imagem – que é médio – custa €0.40 (quarenta cêntimos).
Visão do envelope inteiro pelos dois lados.
16 – Este envelope é mais do que suficiente para duas ofertas; basta só o cortar ao meio (confesso que não foi um corte perfeito…).
17 – Depois é só assinalar o endereço para o destinatário, colocar as sementes dentro, e a parte que foi cortada com a tesoura colar com fita adesiva.
18 – Voilá!
Ah! Cada envelope destes, e dependendo dos correios, fica por €0.53 a €0.62 (correio nacional normal).
Outro meio simples de enviar sementes, e num máximo de 6 a 8 carteirinhas é o exemplo que se segue.
O necessário:
- Um envelope normal
- Uma folha A4, dobrada em dois
- Fita adesiva
- E claro, as carteirinhas com sementes

Depois de dobrar a folha A4 em duas partes, colocam-se as carteirinhas no meio, e cola-se na parte superior com fita adesiva. Isto serve para as manter fixas, e não andarem “à deriva” dentro do envelope. A folha A4 serve como pequena almofada de protecção às sementes (por exemplo, no caso de serem sementes de meloa, evita… o esmagamento no transporte ou manipulação).
Não esquecer o endereço postal.

P.S. – Temo que neste caso da representação, vou esperar e desesperar por aviso de recepção…
Esta caixa de sementes foi de viagem…esta semana.
Aqui há imensas espécies, tanto de tomates como de cucurbitáceas, e no caso dos tomates há uma dezena e tal a duas dezenas de espécies que nunca cultivei.
Depois de umas ofertas recentes atribuladas…desisti de ser magnânimo…e depositei esse atributo num amigo da internet (***). Ele pode fazer com estas sementes o que bem entender! É claro que não vou dizer quem é!
Em todo o caso quero aqui deixar uma dica - direi mesmo que é LEI na “gíria”, no caso de lhe pedirem sementes.
O normal “câmbio” de sementes é realizado da seguinte forma:
1 – Troca por troca.
O Dr. Aníbal Choramingas  deseja sementes do Zé Povinho. O primeiro faz o pedido e tem de esperar que o que tem para oferecer é do agrado do Zé Povinho. Depois cada qual envia as sementes solicitadas.
Resultado: Paga por paga.
2 – Oferta das sementes do Zé Povinho, com correio pago pelo Dr. Aníbal Choramingas.
Ou seja,  o Dr. Aníbal Choramingas quer sementes do Zé Povinho, mas ou não tem sementes para oferecer em troca, ou as sementes que possui não são do agrado do Zé Povinho.
Que fazer?
Então o Dr. Aníbal Choramingas envia ao Zé Povinho 1 envelope almofadado pequeno, ou um envelope normal (depende da oferta), DENTRO de outro envelope normal e com 2 selos (€0.31 x 2). Assim o Zé Povinho não tem gastos, e faz só oferta das sementes (se quiser…).
Quanto ao o Dr. Aníbal Choramingas fica a ganhar sementes raras pela módica quantia de €1.50 (+/-).
ATENÇÃO: isto não é nenhuma indirecta da minha parte, pois EU decidi fazer oferta das sementes e dos envios. Aliás, praticamente toda a gente se disponibilizou a pagar, e eu recusei. Por isso isto é APENAS uma demonstração de “bien-faire”.
Aliás, se o leitor quiser tentar a sorte num “coleccionador” estrangeiro, e se conseguir meio de pagar os selos do país de origem (pois, porque selos de Portugal só servem para Portugal), então terá muitas possibilidades de receber em oferta as sementes.
No site de troca de sementes que participo, são imensos os participantes que fazem dom de sementes, em troca do tal correio pago.

(***) Estou a relatar este facto pela simples razão de provar os meus recentes comentários no blog, onde afirmo que neste momento só tenho sementes para mim. Não há qualquer hipótese, com as sementes que guardei, de fazer qualquer oferta. 
 P.S. - Estão a decorrer 2 questionários em simultâneo. 
Caso queira participar...é só descer mais um pouco a página do blog.

12 comentários:

horticasa disse...

Tinha-o perdido! Ainda bem que afinal ainda cá está...
Pois é a falta de chuva anda a cansar.
Obrigada pela visita, bj eugénia

satmadeira disse...

Você é um homem dos ofícios...
Por acaso tinha comentado com a minha esposa, acerca da sua bricolage com as carteiras...
é mesmo engraçado

Jakin disse...

Fui um dos felizes comtemplados e, tal como o SatMadeira comentei aqui em casa o trabalhao que as carteirinhas nao deram e como teriam sido feitas... Bem haja e muito obrigado! ;)

Paixão da Horta disse...

Viva João,

Preciso aqui de esclarecer um facto - pois como ainda não fiz os comentários ao post -, isto assim parece que eu é que sou o "artista", e eu não quero louros pertencentes a outro "laureado".

Estas carteirinhas/embalagens não tem a "patente" de criação aqui do "JE"!

Numa troca de sementes que realizei em finais de 2008, ou inícios de 2009, com um "colega" francês recebi esta "prenda", e como achei o sistema muito original e bastante prático, então foi só seguir o exemplo e copia-lo.

Confesso que dá muito trabalho a fazer, sobretudo a parte de dobrar, e porque eu costumo oferecer muitas espécies, então muitas vezes "ponho-me a jeito" para fazer sorna...

P.S. - Eu ando aqui com a cabeça que nem um melão...pois estou a tentar...fazer um post sobre "capar tomates", só que as imagens estou eu a fazer no paint...e já estou a dar em maluco...pois ainda agora acabei a 1ª imagem e apresentação é de 6 a 8 imagens...
Isto para dizer João, que o post sobre enxertos ainda está em "águas de bacalhau"...e em risco de se perder...

Jakin disse...

Caro amigo,
Efectivamente confesso que já tinha visto este sistema de carteirinhas, presumo que num outro site (frances) sobre os nosso queridos tomates... mas isso nao retira, muito pelo conrari, todo o esforço e trabalho que as mesmas dao a fazer!
Por outro lado, quando ao post dos enxertos... tb andei a investigar e decidi, mais para a frente, uma vez que a grande maioria das sementes foram para a terra a semana passada, também fazer algumas "experiencias"... prometo ir relatando eventuais resultados e.... falta deles ;)
Também, confesso, nao tenho tido grande paciencia para vir a net... so mesmo aqui à paixa da horta e pouco mais... entre diferentes projectos, trabalho e em especial um possivel futuro blog... estou a arranjar coragem para retornar... talvez com o alento do nascimento das meninas deste ano... rsrs
Abraço!

Jose Batista disse...

quero agradecer-lhe por ter visitado o meu quintal, e quanto a sementes recebi uma oferta de um amigo conhecido aqui destas andanças, com algumas expecies novas, vamos ver como se dão aqui no centro.
Quanto a enxertos so percebo alguma coisa, em arvores frutiferas.
disponha sempre.

Paixão da Horta disse...

José,
O assunto sobre enxertos é dirigido ao João (Jakin). Sobre este tema eu já tenho imensos dados para publicar um post, mas...a preguicite aguda...e outros afazeres, entre os quais outro tema para um post em que estou a tratar no momento, mas com muito atraso.
Sobre as sementes: eu não estava a oferecer. Não que não tivesse gosto em oferecer, mas, por causa de "uns contratempos" recentes, e para não me chatear mais... "desembaracei-me" de todas as sementes que tinha para ofertas. Olhe, foram todas esta semana para o amigo que lhe faz a oferta.
Saudações,

Paixão da Horta disse...

João,
Se sobrar algum tempinho dos teus afazeres (profissionais ou das "meninas"), então esse blog que ganhe forma, pois tu tens imensos conhecimentos que são muitos úteis ao horticultor amador (como eu); e foi nesse sentimento de partilha que eu criei este blog.
Não é um elogio de bajulação que te faço, mas sim a confirmação de um facto, pois por mail já o demonstrastes.
Depois avisa quando houver blog, que eu coloco logo aqui em destaque!

Agora aguarda por um mail meu, que te enviarei entre sábado e domingo (vou escrever).
Saúde,

Anónimo disse...

Olá,

Parabéns pelo excelente blog e partilha/empenho nele investidos :D

Já agora, qual o site que visita onde decorrem trocas de sementes ?

Cumprimentos

Paixão da Horta disse...

Viva,
Agradecido pela visita e comentário.
Caro anónimo, lamento mas vou invocar a Quinta Emenda da Constituição Americana...
Neste blog, e quando aqui o "Ministro" se sentir "intimidado"... essa Lei é válida...mas só comigo...
Também não posso dizer tudo-tudo...
Saudações,

Tubaral disse...

António, és um Ás em culturas! Muita pouca gente sabe qual é a Quinta Emenda... lol.. Tudo o que der semente da minha Horta, irei partilhar com alguns interessados... Ando nisto há muito pouco tempo, mas tem sido como Bálsamo para a minha vida! Um abraço meu amigo "virtual"... Fico muito feliz por haver no meio de tanta poeira pessoas como tu!

Paixão da Horta disse...

Viva Januário,
Sabes onde é que eu sou um "Ás"?
Resposta: A ficar com os miolos em papas...aqui em frente ao computador.
Porra, isto dá cabo do que resta da minha saúde.
Olha, esta semana "meto férias"...e não respondo a ninguém (atenção que isto não te é dirigido), e assim talvez arranje tempo para acabar o tal post sobre podar tomates.
Saudações,