segunda-feira, 1 de julho de 2013

19 de Junho





9 comentários:

João Gomes disse...

Olá António.
Bela sequência de fotos.
Lindos tomateiros e tomates.
Posso fazer-lhe umas perguntas?

- Tem plástico preto a cobrir os pés ou é geotextil?

- Quando corta os ramos mais baixos reparei que deixa as pontas grandes, eu quando corto é rente, qual é o objectivo? Será para a doença não chegar ao tronco?

Outra pergunta que não tem nada a ver com as suas fotos, normalmente um jóia de oaxaca dá quantos tomates, pergunto-lhe isto porque os meus 2 pés, um tem 27 tomates e outro 24, não será muito?

Fico satisfeito por ver que voltou às lides blogueiras, uma mais-valia para a blogosfera tomatina.
Grande abraço
João Gomes

Paixão da Horta disse...

Viva João,

Você pode fazer quantas perguntas quiser!

«- Tem plástico preto a cobrir os pés ou é geotextil?»
É plástico preto João - película fina. 11 metros de comprido por 1 metro de largura paguei menos de euro e meio na Cooperativa Agrícola.
No sábado já retirei todo o plástico. mando-lhe logo que possível as imagens do facto por mail, pois ainda devo demorar um pouco...a publica-las aqui no blogue.

«- Quando corta os ramos mais baixos reparei que deixa as pontas grandes, eu quando corto é rente, qual é o objectivo? Será para a doença não chegar ao tronco?»

A minha intenção é essa: se aparecer a doença tentar curar antes de chegar ao tronco.
A verdade é que depois de ter cortado estas folhas baixas, os tomateiros ficaram muito frágeis...e agora estão com os ramos/folhas baixos murchos e amarelos.
Não lhes deitei a "pasta" moída de flores e troncos da consolda, como protector, e o resultado está à vista.

«Outra pergunta que não tem nada a ver com as suas fotos, normalmente um jóia de oaxaca dá quantos tomates, pergunto-lhe isto porque os meus 2 pés, um tem 27 tomates e outro 24, não será muito?
João, "só" 24 e 27 tomates?...
Pode ter a certeza que isso ainda é pouco!
Conte no mínimo...com 60 tomates por pé.
Veja ESTE link do meu blogue que refere as minhas contas tomatinas de 2012.

Um abraço,
António

Paixão da Horta disse...

Esqueci-me:

João, não cape o Jóia de Oaxaca!
Não se preocupe que ele dá conta do recado.
A não ser que "perturbe" outros tomateiros vizinhos...

João Gomes disse...

Viva António.
Obrigado pelas suas explicações.
Não capo o Jóia, não fazia ideia de que dava tantos tomates, é tipo o cor de rosa gigante que também dá mais de 100 tomates, uma boa notícia.
Abraço
João

Elisabete Delfini disse...

Parabéns pelo capricho e sequência de fotos.
abraços

Paixão da Horta disse...

Agradecido pelo comentário Elisabete!
Saudações,
António

Paixão da Horta disse...

Viva João,

Hoje fui contar os tomates...do único pé de Jóia de Oaxaca que cultivo este ano: contei 32 tomates já formados e mais de 50 flores.
O Jóia de Oaxaca é tão generoso que é difícil de o ver com flores abortadas.
Não dá tomates muito grandes mas é muito prazenteio!

João, o Cor-de-rosa Gigante dá mais de 100 tomates???

Abraço,
António

João Gomes disse...

Viva António.
Bem o ano passado deu, de um pé só, devo ter apanhado mais de 25 Kg de tomate, nunca tinha visto nada assim, não eram muito grandes o maior devia ter cerca de 300 gr. mas a quantidade e o sabor são do melhor.
Os Jóia para além dos tomates que têm terão perto das 100 flores cada um.
Abraço

João Gomes

Sansoni7 disse...

Olá
Belíssimas imagens daquilo que se antevê vir a ser uma excelente colheita.

Também podo os tomateiros desta forma...vou estar atento ao desenvolvimento posterior da planta, mas não me parece que, até agora, tenham sentido com a poda.
Tenho uns dois ou três pés de Joia de Oaxaca alguns semeados por mim; não tenho frutos mas estão a desenvolver-se bem. pelo que tinha lido neste blog, esta variedade sempre me apaixonou...parece que vou ter oportunidade de a degustar...e de produção própria o que me dará um enorme orgulho.

Cumprs e boas culturas.
Augusto