terça-feira, 2 de julho de 2013

Ontem

Os primeiros tomates maduros deste ano são os cerejas (Petit Moineau e o Tangerine).
Ao contrário de outros anos - Jóia de Oaxaca ou Laranja Russo 117 - este ano os tomates médios e grandes estão bem atrasados.
Pelas minhas previsões (a olho)...acho que o primeiro tomates médio/grande que irei degustar este ano será o Cherokee Chocolate. Mas isso não acontecerá nos próximos 15 dias..
E já nem falo...dos "beefsteak, pois estes só degustarei em Agosto...e se tudo correr bem.
Tenho algumas espécies que ainda nem sequer possuem tomates/frutos nascido (estou-me a lembrar assim de repente do Burracker`s Favorite e do White Beauty).
Ah, só degustei estes pequeninos (Petit Moineau), que são novidade este ano, e são bem deliciosos!
Os Tangerine vou deixa-los amadurecer mais alguns dias.
Em baixo, tomateiro Tangerine
As duas imagens que se seguem pertencem à espécie Laranja Russo 117
Este último é uma novidade e que para já não quero revelar o nome. Digo apenas que é americano do estado da Virgínia...


2 comentários:

Sansoni7 disse...

Olá
Também tenho algumas variedades de tomateiros plantados, graças ao amigo Rui Esteves. Não estão em estufa e as horas de sol, mais de tarde, rondarão as 5 a 6 horas, por isso, e dado que o tempo não ajudou, não estou à espera de grandes e belos exemplares...mas estou aí.

Ainda não tenho frutos maduros, apenas uns Cherry da variedade mini a quererem ser gente e uma variedade que nasceu numa floreira dos morangueiros que é baixa...30cm? e que tem uns cachos de tomates do tamanho de nozes; um deles está a alaranjar e um destes dias fotografo.

As outras variedades estão a crescer e parece que, agora, sem doenças.
Vamos ver a produção.
Cumprs
Augusto

João Gomes disse...

Viva António
Estão lindos. Nem seria de esperar outra coisa, ehehhe.
Os meus petit moineaux têm muitos mas maduros ainda não.
Os laranja russo 117 são muito bonitos, hei-de mandar-lhe fotos dos meus.
Também tenho alguns tomateiros que frutos nem vê-los, mas também temos tempo.
Abraço
João